Resenha Internacional: Freefall


Freefall
de Mindi Scott,
editora Simon Pulse.

Freefall me ganhou pela sinopse. How do you come back from the point of no return? [Como você volta do ponto que não tem retorno? em tradução livre], essa frase logo no início segurou minha atenção… E saber que Seth McCoy foi o último a ver seu amigo vivo e o primeiro a encontrá-lo morto me fez ter certeza de que eu precisava ler esse livro.

Depois de Looking For Alaska e Twenty Boy Summer, estava esperando algo à altura, mas preciso dizer que me decepcionei um pouco. Não me entenda mal: eu gostei do livro, mas não era exatamente o que eu esperava.

Mas, por enquanto, vamos voltar à história… Seth encontra seu melhor amigo morto em seu quintal e, pouco tempo depois, ninguém mais parece se importar. Isaac e Seth tocavam juntos em uma banda, mas nenhum dos outros três integrantes parece disposto a manter o luto por muito tempo. Isaac namorava Kendall, amiga de infância de Seth, mas ela também não parece gostar do luto.

A questão é que, além do fator amizade, Seth não consegue deixar Isaac de lado porque se sente culpado. É como se ele pudesse ter feito alguma coisa para impedir que Isaac morresse… Ou, ao menos, é o que ele fica repetindo para si mesmo.

Vemos a história se desenrolar em cima da dor e tentativa de seguir em frente de Seth, acompanhamos seu dia a dia complicado, lidando com a perda e o pouco caso dos outros. E, no meio disso, surge Rosetta. Linda, diferente e também com problemas.

O encantamento de Seth pela garota é evidente e imediato, diferente do relacionamento que constroem. Nada acontece, mas vai sendo construído. Eles não acham que se amam-mais-que-tudo de repente, mas deixam as coisas fluírem. Exatamente como é no mundo real e exatamente como eu gosto de ver as coisas acontecendo. Ponto muito positivo para Mindi Scott!

E é isso, Freefall é uma história normal que trata das dificuldades e dramas da adolescência de forma leve e agradável. Eu realmente gostei do livro, mas minha decepção tem a ver com o fato da sinopse passar uma ideia de um drama mais forte, pesado… E o livro é relativamente leve, apesar do tema.

Tirando isso e o final que merecia mais páginas e detalhes, recomendo para quem quer uma história boa de ler em uma ou duas tardes à toa. A autora acerta no tom em seu livro de estreia e faz com que nos identifiquemos com o narrador-protagonista, o que só torna a leitura melhor. Seth McCoy é um fofo. ADOREI.

  1. Livia disse:

    Juh, acho q nao rola p/ mim nao…
    Ninguem tem super poderes, ninguem voa, nenhum ET nem fada… muito real! ahahahahahaah =P

  2. Juh disse:

    Juh eu sempre quis ler esse livro, mas meu inglês por enquanto não aguenta um livro inteiro, eu canso muito rápido e as vezes me perco.
    Mas adorei a resenha.
    beijocas
    Livros e blablablá

  3. Daniela Tiemi disse:

    Estou curiosa para ler este livro. Bom saber que não é TUDO aquilo, pois não leio com mtas expectativas. rs.
    Adorei a resenha.
    Bj.

  4. Lady disse:

    nuss, realmente, com essa super frase de efeito, imaginei um enorme mistério, uma coisa totalmente TCHAN… e eis que surge uma história normal. me pareceu um pouco propaganda enganosa. sei lá :P
    beijnhos Jú!! (eu andava sumida por aqui!!)

  5. Li Um Livro disse:

    Mais um livro que eu não conhecia. haha
    Gostei da história, e mais ainda da capa! =)
    Ótima resenha!
    Beijos!

  6. catarina disse:

    Poxaa eu achei que o livro fosse melhor, principalmente pela capa e pela frase super impactante…
    Ótima resenha Juh! :)

    http://semanaliteral.blogspot.com/

  7. Máh disse:

    Quero muito ler é o Quem é você alasca? Esse livro me parece legal mas esperava que fosse mais pesadão mesmo e como você disse que é so um livro leve então…deixou meio a desejar!

  8. Andressa Leite disse:

    Gostei bastante, gosto de vários gêneros, e de mocinhos fofos *-*.

  9. Leo Santana disse:

    Ao ver a capa e a sinopse, eu também imaginei muito mais do livro do que você disse. Mas a história até que pareçe boa…

    Leo XOXO

  10. Litch disse:

    Gostei da resenha pena não ser tudo que promete mas mesmo assim parece uma história legal!

  11. Bee disse:

    Devo dizer que a capa do livro é linda. Pena que o conteúdo não parece ser lá grandes coisa, ainda mais quando livros são tão carinhos agora.

    XO

  12. Taay Coutinho disse:

    a capa do livro é uma das coisas que eu gosto.é simples é bonita.
    Fiquei com vontade de ler,mesmo sendo o meu genero favorito .
    bjs .

  13. Aii amei a resenha! Não conhecia o livro e a sinopse realmente chama a atenção.
    Adorei o ponto positivo de mostrar os dois contruindo o relacionamento e não aquela coisa do nada como acontece em muito livro pois assim fica mais próximo da realidade.
    Relamente a sinopse passa um ar de ser mais sério o tema e você achou que não é tanto assim e é leve o livro.
    É um livro que eu leria se tivesse a oportunidade.

    Bjs.
    The Lost Girl
    Leituras&Fofuras

  14. Demi disse:

    Oi Juh!
    Adoro quando vc faz resenha internacional!
    Não fiquei muito curiosa pra ler esse livro não, mas continuo louca para colocar as minhas mãos em “Twenty Boy Summer”.
    Ótima resenha como sempre!
    Bjos!

  15. Se eu visse esse livro em alguma livraria, com certeza o pegaria para ler a sinopse, porque a capa é bastante estimulante. Achei legal o fundo preto com os pedaços de gelo se partindo e tal.
    O fato de apenas Seth realmente se importar com a morte de seu melhor amigo é meio intrigante. Qual é, ninguém mais ligava pro cara? Não sei, acho que existe alguma razão para toda essa relutância ao luto. E eu adorei a parte na qual Rosetta aparece *-* Me deixou com mais vontade ainda de ler Frefall, porque eu adoro romances, ainda mais quando envolvem um casal com problemas, possibilitando ambos a aprenderem um com outro.
    Eu adorei a resenha, Juh! Queria que esse livro fosse lançado aqui no Brasil. Tem chances disso acontecer? xx

  16. Suelen Sena disse:

    Amei a resenha Juh!
    primeiro, acho qessa capa linda.Diferente e bem bonita.
    A sinopse realmente conquista a gente.A história é bem legal…pena nao ser um Quem é você Alasca? (adorei esse livro)
    Bjs

  17. Juliana disse:

    Achei boa a resenha, não dá aquela vontade de ler, mas é uma história bacana.

  18. Babi Lorentz disse:

    Comecei a ler ontem e espero gostar pelo menos um pouco. Pensei que amaria, mas, a cada resenha, tenho visto alguns pontos negativos, pelo menos pra mim. Espero ler rapidinho também.
    A propósito, o livro chegou certinho, rs.
    Beijos

  19. Ola!!
    É realmente pela sinopse parece ser uma história bem pesada, antes não pensava em lê-lo,pois perdi um amigo e achei que o livro iria me fazer bater de frente com a minha história(que foi muito triste e difícil perder um amigo p/morte).Enfim segundo sua resenha o livro tem um ar mais leve que acredito agora dá para eu ler.
    Bjos!!!

  20. Adorei a resenha! Se eu soubesse bastante inglês até iria ler, mas por enquanto fico no aguardo da tradução AHSUHAU

    Bjs :*

  21. Gisele disse:

    É, gostei da resenha, mas sei lá… acho que é muito normalzinho… gostei da sinopse e da capa!

    Bjus

  22. Em relação a sinopse mais carregada é aquela coisinha típica chamada “embonecar”, né, a maioria das editoras ta fazendo isso… O livro parece ser legal, tem um ar meio de mistério, quem matou ele e como ele morreu. Estou com vontade de ler!

    Mil beijos.
    @mariaclarabruno
    http://www.thecoffeesandbooks.blogspot.com

  23. To querendo ler um livro em inglês, e to a prcura de um! Entre Freefall e Twenty Boy Summer qual você indicaria? Beijos, adorei a resenha, e apesar de gostar de livros ‘reais’ esse parece ser real demais! KODAPSDKAOSKDAOSK’Enfim, beijos Juh :*

    C.Araujo
    ce-araujo.blogspot.com

  24. leticia disse:

    a resenha ficou otimaaa!a historia é do jeitinho que eu gosto e a capa é lindaaa!bjs pra voce Juh!♥

    • Marcelle Damasceno disse:

      Esse livro parece ser muito interessantes, porém fiquei triste por saber que só tem em inglês:/ Eu apesar de ser formada em inglês, ainda não sou boa pra ler livros tenho que ler acompanhada do português…

  25. Salomé disse:

    É ruim quando a gente pensa q o livro é umas coisa e é outra. Eu gostei da resenha mas sei lá, não leria o livro.
    A capa é bem bonita ;)
    Beijos;*
    Delírios de Salomé
    http://deliriosdesalome.blogspot.com/

  26. Gaabi Costa disse:

    Preciso dizer que “How do you come back from the point of no return?” também me ganhou? Não gosto muito desse tipo de livro que não passa no conteúdo a mesma “emoção” que passa na sinopse =/
    A capa dele é muito linda, amei!
    Ótima resenha (:
    beeijo.

  27. yago disse:

    Juh, curti muito sua resenha.
    Já faz um tempo que eu tô querendo ler esse livro mas sempre tem uns na frete, vc entende.
    Com a sua resenha, acho que eu vou esperar mais um pouco…

    Abraços.

  28. Thaís Varine disse:

    Gostei do tema que o livro aborda! Fiquei até interessada para ler, mas no momento estou evitando os que são em inglês hehehhe

    Beijos

  29. Olá, Juh!!
    Adorei a resenha, seu ponto de vista sobre a história foi bem sincera. Apreciei muito a sua opinião, pretendo colocá-lo na minha lista de livros importados desejados rsrs.
    O layout do CL mudou, se puder alterar o banner
    na sua página depois, eu agradeço.
    Bjos.

    Mariana Ribeiro
    Confissões Literárias.

  30. Cláudia Soares disse:

    Adorei a resenha Juh !!!
    Muito legal !!! Tomara que eu consiga ler ele em breve !!
    Só uma pergunta: o livro conta o porque desse sentimento de culpa de Seth ?

    Tive a mesma sensação que você … a frase é bem profunda.

    beijo

  31. Quero tanto ler esse livro, mas enquanto não sair em portugues, não vai rolar pra mim =/

    Triste =/

    Ah como eu queria dominar o ingles *-*

    Beijos,
    Talita Oliveira
    http://www.mundoportrasdaminhaparede.blogspot.com

  32. A frase é bem profunda, parece ser um livro legal, mas uma pena q não tem em português, não confio muito no meu inglês pra comprá-lo não rs.

    Bjs @nathaliaduarte

  33. Carla Alves disse:

    Oi Jujuh! Olha eu aqui fazendo uma blogueira Feliz! hahaha!
    Menina quem me dera eu tivesse ingles pra ler algum livro internacional! mas gostei da resenha,sei lá porque mas eu adoro um drama,rsrs

    Beijinhos!
    by Carla

  34. Karla Gama disse:

    Eu comecei a ler livros em inglês faz pouco tempo… mas vou incluir esse na lista. Adoro livros com um ar de suspense, mesmo que tenha muito drama.

  35. iasminemine disse:

    Não sei não…Esse livro vai é pro final da lista!
    Bjs e beijocas

  36. Juan disse:

    Parecia ser bem legalzinho! Mas acho que não vai pra lista… pelo menos não por enquanto! Haha
    Juan,
    Geeks & Books

  37. Acho que a nossa realidade é tão dura que uma literatura fantástica nos transporta para o criativo e o imaginativo, relaxa, sabe?
    Gosto de leitura desse tipo, só acho Juh, é que as vezes vocÊ é tão exigente…kkkk Dá uma aliviada mulher!!
    cheirinhos
    Rudy

  38. Regiane disse:

    Apesar de gostar de livros que abordam o cotidiano, coisas da vida, algo mais real (tipo os livros do Nicholas Sparks), esse livro não me chamou a atenção, e olhando agora sua resenha, tenho certeza que vou descartar qualquer possibilidade de lê-lo.

    Além disso, fico tão chateada quando a sinopse de uma obra é enganosa, é tão decepcionante quando descobrimos ao finalizar a leitura do livro.

    Adoro sua sinceridade das resenhas.

    Beijinhos,

    Ler e Almejar

  39. Sanzinha disse:

    Hey, Juh!

    Looking for Alaska é O livro! Amei!
    E sua resenha me fez querer ler Freefall. Graças a vc, minha lista de desejados aumentou. Humpf… rs
    Tudo bem por aí?

    Beijo e ótimo fim de semana!

  40. Lucia Marina disse:

    Oi!

    Boa resenha, você pega mesmo a profundidade da coisa. Também tive a impressão de algo mais forte na sinopse, o que me faria também ter a mesma decepção que você. Melhor não.

    Bjos!

  41. thae r. disse:

    a estória realmente me parece envolvente, pelo que você diz. toda esse cuidado que um autor tem pra criar uma estória e dá-la um sentimento real. mas o livro é em inglês? porque se for, tá fora das minhas condições gramaticais (?)

  42. Patricia Lima disse:

    Eu acho essa capa muito linda. A história parece ser interessante, uma pena que o livro é em inglês e o meu nível em inglês não é dos melhores :\

    Beijos :*

  43. Liz Mendes disse:

    Meu único problema com livros internacionais é que, bom, eu fico no desejo de lê-los mas acabo sem ter como. Looking for Alaska eu ganhei de presente de uma amiga que estava na Alemanha. Pense numa pessoa feliz que devorou ele quase todo em um vôo SP-BSB? Eu! hahahaha Achei interessante, mas desanimei quando você disse que ele decepcionou. Não gosto de coisas decepcionantes. =x

  44. Que capa linda hein? História melhor ainda. Torcendo para que “Freefall” seja traduzido.

    Beijos – Matheus, Bobagens e Livros

  45. KAAHCULLEN_ disse:

    AA parece ser bom

  46. Belinha disse:

    Lindissima essa capa..
    sério que você não gostou?!
    que pena, eu ate estava me animendo a ler, uma amiga minha tem o livro e eu ia pegar emprestado, mas não quero me decepcionar, não gosto de me decepcionar com livros!

    Beeeijos.
    http://belinhagianelli.blogspot.com/

  47. Mellory disse:

    Nossa, eu recebi um adesivo desse livro há MUITO* tempo e sempre adorei o nome!
    A capa é lindona, não?
    Mas nunca tinha lido nenhum resenha dele.
    Gostei do tema, eu raramente leio livros desse tipo.

    Beijinhos
    Mell,
    Croissant Parisiense

  48. Guta Bauer disse:

    O que realmente me ganha nesse livro é a capa, que é simplesmente linda. Sério! Eu acho que o Seth é um personagem com quem rola aquela identificação distante, por isso você não tem aquela pegada como com a Anna em TBS. Você não sente tudo, sei lá.

    Beijocas,
    Guta
    Murphy’s Library

  49. Tatiana Leite disse:

    Hmm… Eu tenho vontade de ler esse livro, mas não é com nenhuma urgência, sabe? A sinopse, principalmente com a parte do “point of no return”, que me lembrou DEMAIS O Fantasma da Ópera, parece ótima, mas.. Sei lá, às vezes não ando no clima pra ler livros assim, sabe?
    Mas adorei a sua resenha! =)

    Beeijo! ;3

  50. É ruim se decepcionar com um livro né?? Querer ver mais e tudo acabar… eu te entendo.
    Parece ser uma boa história mesmo, e a capa é mara! Realmente, transmite muito.
    Estou louca para ler “Quem é você, Alasca?” de tanto que vc e a Etiene falaram desse livro.

    XOXO, da Lisse

  51. Fernanda Carvalho disse:

    Nossa a capa do livro é muito bonita!
    Gostei da resenha, fiquei com vontade de ler!!

  52. Cintia Daflon disse:

    Afinal, como o amigo do Seth morre? Fiquei curiosa. Porque ele se sentiria culpado? O que ele poderia ter feito? Não sou muito fã de dramas, mas minha curiosidade é insuportável…

    Cinti.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *