Resenha: Mentirosos

Mentirosos
Mentirosos
E. Lockhart,
editora Seguinte.

EDITORA Seguinte

Minha primeira experiência despretensiosa com a autora foi com o surpreendente O Histórico Infame de Frankie Landau-Banks, que não foi necessariamente memorável, mas uma leitura bastante divertida.

Quando comecei a escutar o burburinho por conta de Mentirosos fiquei bastante curiosa e sabia que precisava ler. E isso tudo para descobrir que E. Lockhart conseguiu ser completamente diferente do livro anterior, me pegando totalmente desprevenida!

Cadence (não adianta, só conseguia ler Candence hahaha) é a neta primogênita da respeitada, porém decadente, família Sinclair. Vivendo de aparências e tradições, todos os anos o patriarca reúne as três filhas e seus netos para o verão em sua ilha particular – um momento de descanso, mas também de pequenos conflitos familiares.

Junto com seus queridos primos, Johnny e Mirren, e o amado amigo Gat, Cady forma um grupo autodenominado Mentirosos e aproveita ao máximo cada minuto daqueles dias preciosos. Com a energia do primo, a doçura da prima e a inteligência do amigo de família mais humilde, todos os verões tornam-se especiais, algo pelo que passar o resto do ano esperando.

Mas isso muda no verão de seus quinze anos, quando um inexplicado acidente a obriga a passar por dezenas de exames e a afunda em um quadro depressivo, com amnésia seletiva e dores de cabeças insuportáveis. Dois longos anos se passam até que ela se canse do silêncio dos primos e do amado Gat e decida que é hora de voltar à ilha.

A ideia, que parecia perfeita, torna-se desconfortável quando todos são extremamente cautelosos e se recusam a falar sobre o que aconteceu – nem mesmo seus Mentirosos parecem querer ajudá-la a lembrar. E aí cabe a ela, sozinha, reunir os fragmentos de memória e juntar as peças para descobrir o que realmente aconteceu.

Os Sinclair são aqueles (quase ex)ricos que vivem de aparência e perdem a linha quando a questão é dinheiro. As irmãs, com suas disputas pessoais, e o avô linha dura formam a base para os jovens que só querem se divertir e esquecer a falta de estrutura de seus núcleos familiares.

Os Mentirosos, por sua vez, têm características pessoais muito diferentes entre si, mas a mais marcante delas é o fato de só se verem e conviverem durante o verão, como se aquilo fosse um mundo à parte. Cadence tem seus problemas e mimimis, mas considerei todos justificáveis. Ela ama os primos de coração, assim como Gat, por quem desenvolve uma paixão que acaba sendo conturbada, mas fofa. Sua luta para reconstituir os fatos e chegar à verdade é solitária e dolorosa – mas não tanto quanto o que ela descobre.

A verdade é que essa é mais uma história que poderia passar despercebida, um recorte de uma vida familiar levemente conturbada, mas não necessariamente diferente de muitas outras. Mas E. Lockhart transforma seu livro em um mistério dramático extremamente envolvente e bem amarrado, e a narradora consegue nos dar uma visão geral de toda a família, suas características e problemas, mesmo que ela esteja contando a própria história.

A narrativa pode soar estranha às vezes, especialmente com o uso de versos, fábulas e, principalmente, com as metáforas que a protagonista usa o tempo inteiro. De vez em quando é até difícil saber o que é literal e o que não é, mas a leitura flui com facilidade e rapidez.

O livro gira em torno de apenas duas coisa: os Sinclair e o que aconteceu com Cady. E, com um quebra-cabeça intrincado, a autora nos engana e surpreende de tal forma que passei dias questionando se tinha gostado ou não do resultado final, do grande mistério.

Além disso, o desfecho é muito bem definido, mas levanta teorias que podem justificar algumas coisas (e que não posso explicar pra não estragar nada!). O que posso dizer é que fui feita de boba e nem em cem anos teria imaginado o que aconteceu – mesmo com os sinais estando por lá ao longo da leitura.

E. Lockhart realmente se mostrou versátil e surpreendente, dona de uma escrita ágil e envolvente. Gostei dessa leitura rápida, mesmo que ainda esteja – até agora! – tentando digerir a história. Que venham outros dela! :)

  1. Ana disse:

    Oi Juh!

    A verdade é que todo mundo que leu esse livro morre de amores por ele. Só para começar, ele tem uma capa maravilhosa, né? Adorei o efeito metalizado e tal. Depois, possui um enredo incrível. Não precisei saber de muita coisa para ficar morta de curiosidade.

    Beijo!
    http://www.roendolivros.com/

  2. Katrine disse:

    Quero muito ler esse livro, sua resenha ficou ótima!!!
    Beijos.
    http://www.garotadolivro.com

  3. Eveline Thalita disse:

    Oi Juh!

    Interessante sua resenha, mas não me estimulou a procurar este livro. Ainda não li nada dessa autora, mas quem sabe em outra oportunidade.

    Abraços

  4. Rodrigo disse:

    Gostei desse livro, mas algumas coisinhas ficaram confusas na minha cabeça. Mesmo assim, a autora tem meus créditos, e já estou esperando pelo próximo.

  5. Natalia Eiras disse:

    Tipo…esse livro é muito fodaaaaaaaa!
    Sim, não existe nenhum adjetivo melhor pra definir esse livro, porque a autora te envolve de tal forma na leitura e no mistério que você NUNCA imagina que o livro vai acabar da forma que acaba. Ela é um gênio! Quando eu terminei eu gritava vários palavrões! E não conseguia articular uma frase completa e coerente para explicar para o meu marido o motivo do meu surto!!! Sério gente! Quem puder ler este livro…LEIA! Venha fazer parte da Rehab comigo! KKKKKKK

    Foi o melhor livro que li até o momento em 2015. E eu já li 14 livros!

  6. Ana disse:

    Juh, que resenha incrível! Me fez ficar curiosa com o final do livro. Já entrou pra minha wish list! Hahahaha Espero ler logo ♥
    Suas resenhas são maravilhosas, e a cada resenha nova eu adiciono mais livros pra minha lista de leituras. Hahahaha
    Beijosss

  7. ja li outras resenhas mas nao tive oportunidade de ler, gostei da sua resenha, achei completa e abordou os personagens. Todos falam bem desse livro :)

    http://www.jacknuit.com.br/

  8. Silvana disse:

    Amiga eu ainda não tive a oportunidade de ler esse livro, mas todos que já resenharam falaram muito bem. Comprei o livro e achei a diagramação maravilhosa, mas estou com medo de ler e ficar muito impressionada com algo muito forte. Seilá, mas mesmo assim quero conferir a história assim que puder, até porque tenho ficado bastante curiosa com tudo que todos bem contando.

    E olha parabéns pela sua resenha.
    Gostei da maneira como você se expressou
    e espero poder gostar tanto como você
    Amei o seu cantinho

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/03/resenha-perdendo-me.html

  9. Beatryz disse:

    Comecei a ter interesse por We Were Liars quando os booktubers gringos começaram a falar sobre ele como desejado/recomendado/resenha – todavia, vida de estudante não permite gastar os centavos que temos com livros. Entrou para a minha wishlist, quem sabe algum dos meus amigos não resolve me dar presentes?! Sonho meu.
    Adoro suas resenhas, Juh. É um dos poucos blogs que consigo mesmo acompanhar. Continue o bom trabalho.

  10. Flávia Almeida disse:

    Oi, Juh!
    Li Mentirosos no começo do ano e até agora não sei dizer se gostei ou não do final do livro. Tá mais para um sim :) É como você disse, nem em cem anos poderia sequer imaginar que o desfecho da história seria aquele. Imaginava uma história mais leve e despretensiosa e me enganei totalmente.

    Beijos!

  11. Mileno Alexandre disse:

    Nossa Juh, eu preciso ler… suas resenhas sempre ativam minha vontade de ler um determinado livro… obrigado!!!

  12. Oi,Juh! Ouvi falar muito bem deste livro no Clube do Livro, e agora com a sua resenha fiquei até intrigada. Espero poder conferir logo esta obra, e desvendar o tal final que nem você poderia imaginar.
    Bjs

    http://garotablockbuster.com/

  13. Elida Malheiros disse:

    Ouvi vários comentários sobre o livro, alguns positivos e outros reclamando do final, acho que ele é tipo PLL, porém não leio muitos livros do gênero. Já pensei algumas vezes em dar uma chance ao livro e espero que quando for ler, ele tenha algo meio que investigativo na história. Não posso negar que pela sinopse dá pra imaginar muita coisa e isso é o que me dá medo, porque normalmente tenho altas expectativas se o autor vai conseguir me enrolar até o final. Já que você leu e gostou, talvez eu dê uma oportunidade pra ele logo-logo.

  14. bia disse:

    Ju acabei de compra esse livro vamos ver ele vai me decepcionar

  15. Acabaram de me recomendar esse livro num clube do livro que participo. Assim que eu acabar as leituras do mês do horror, vou iniciar este.

  16. Net disse:

    O livro parece ser muito bom,com enredo interessante, recomendam alguma loja virtual de livros?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *