Resenha: O Lado Feio do Amor

O Lado Feio do Amor
O Lado Feio do Amor – Ugly Love
de Colleen Hoover,
editora Galera Record.

Se você é daqueles que não aguenta mais me ver recomendando Um Caso Perdido, da Colleen Hoover, pode ficar MUITO feliz!

Calma, isso não quer dizer que vou parar de recomendar esse livro maravilhoso, envolvente e lindo, mas quer dizer que escolhi um novo título para perturbar vocês. SIM! Meu novo queridinho da autora é o MARAVILHOSO, ENVOLVENTE E LINDO Ugly Love! S2

Deveria começar falando da história, mas meu amor pelo livro foi tão grande que não consegui me segurar. Devorei de um dia pro outro e só não terminei antes porque, sabem como é, precisava trabalhar/comer/respirar.

Assim como Hopeless (1 e 2) e Slammed (1, 2 e 3), esse livro traz personagens apaixonantes e uma história extremamente envolvente, impossível de largar MESMO! E a melhor parte? É livro único. ;)

[Pensando bem, não me incomodaria nem um pouco de ter mais Miles Archer na minha vida… Mas, tudo bem, melhor ser um livro só do que correr o risco de ficar “chato” como aconteceu com os dois último de Slammed.]

Nossa história começa quando Tate Collins decide fazer um mestrado em enfermagem e, por isso, precisa se mudar para a casa do irmão, o piloto e superprotetor Corbin. Logo em seus primeiros minutos no novo lar, ela encontra um bêbado encostado na porta de casa e não sabe bem o que fazer – até descobrir que a criatura é amiga do seu irmão e ter que levá-lo para o sofá.

Só que depois dessa primeira impressão, com o rapaz trêbado e murmurando qualquer coisa a respeito de uma Rachel, Tate descobre que Miles Archer não é só amigo de Corbin, mas também é piloto e lindo de morrer. E, além de extremamente gato, tem uma personalidade intrigante e misteriosa.

É claro que a atração entre eles foi inevitável e, logo, os dois estavam envolvidos… Mas não exatamente como em uma história de amor tradicional. Miles deixou claro para Tate que a única forma de estarem juntos seria em um relacionamento casual, sem compromisso, sem que ela tivesse que saber nada de seu passado e, principalmente, sem que esperasse nada para o futuro com ele. Sexo puro e simples.

Achando que obviamente isso é algo com o que pode lidar, ela aceita as condições impostas pelo rapaz, mas só para descobrir que passaria o resto do tempo inteiro enganando a si mesma. Seria impossível não se apaixonar por ele. Impossível não querer mais do que ele estava disposto a oferecer, de não querer dar mais do que ele estava disposto a receber.

Ainda assim, Tate segue em frente. Se não pode ter o amor de Miles, pelo menos aproveitaria as melhores noites de sexo de sua vida – e lidaria com as consequências e seu coração despedaçado depois.

A genialidade da autora está em intercalar capítulos narrados por Tate e por Miles – sendo os dele se passando há 6 anos. Conseguimos, pelos vislumbres do passado, ir entendendo e desvendando quem ele realmente era, ao mesmo tempo que vemos a pessoa que ele se tornou. E, enfim, compreendemos porque ele é como é – apesar de desejarmos que fosse muito diferente.

Acompanhar Tate tentando seguir o mesmo caminho que os leitores é doloroso. Muitas vezes entendia suas atitudes autodestrutivas, sofria com ela e queria socar a cara do Miles… Mas, ainda assim, é IMPOSSÍVEL não amá-lo.

Diferente de outros livros da autora, o sexo é bastante explorado em muitas e muitas páginas, e não podia ser diferente já que a relação deles era baseada nisso. Só que Colleen faz isso de forma tão bem feita que tudo faz parte de um contexto maior.

A história de Miles e Tate é dramática, difícil, mas também bonita e apaixonante. Não por acaso esse se tornou meu livro favorito! Além de protagonistas extremamente bem construídos, os personagens secundários – como Cap e Corbin – ajudam a montar um cenário complexo e envolvente.

A grande revelação por trás de Miles e o final do livro me fizeram chorar como um bebê (em pleno ônibus!), mas amar cada palavra, cada página, cada minutinho que passei com eles. E, claro, só serviu para confirmar o que eu já sabia: que Colleen Hoover é, definitivamente, uma das minhas autoras queridinhas da vida! <3

  1. Thaise Jacobs disse:

    Oiiiee
    Ainda não li esse livro, mas estou curiosa. Colleen escreve muito bem, embora eu não tenha me encantado com Um Caso Perdido, reconheço a qualidade narrativa dela. Por isso, principalmente que quero ler uma nova obra dela.
    Adorei a resenha.
    Bjs

  2. Alice Jéstison disse:

    Olá Juh, boa noite!
    Já quero esse livro! Não sou grande fã de Hopless, acho que tava num momento sem paciência quando o li, mas com certeza lerei o quanto antes O lado feio do amor. Gosto muito dos romances com cenas calientes, mas concordo com você, tem que estar totalmente contextualizado, senão fica bobo e chato. Vou atrás desse livro amanhã.
    Bjão!

  3. Rodrigo disse:

    Minha maior vontade neste momento é ler todos os livros da Colleen que ainda não li pra começar O lado feio do amor de uma vez por todas. Sei que vou gostar muito e, por isso, estou muito ansioso.

  4. Mariana disse:

    Esse livro parece ser ótimo,estou louca pra ler e tbm sou apaixonada pelos livros de colleen hoover principalmente um caso perdido…acho que já li todos os livros dela

  5. Fernanda disse:

    Juh, é estranho perceber como você entra na minha cabeça..hahah.. Vontade louca de comprar esse livro imediatamente!!! Obrigada por partilhar conosco todas as suas experiências e tornar nossas leituras muito mais agradáveis. Com uma pequena resenha sempre sabemos o que esperar de cada história. Beijos

  6. Daniele Aquino disse:

    Ju ! este será o próximo da lista com certeza, começar essa semana ainda, amo os livros da Colleen.
    e aproveitar para dizer que li por indicação sua dançando sobre cacos de vidro, Maravilho, emocionante, envolvente .. Amei !

    beijos

  7. Mayara disse:

    Olá!

    Eu já li esse livro e amei. É muito bom, depois que a gente começa a ler não consegue mais parar até descobrir o desenrolar…muito perfeito!!!

  8. Eu simplesmente AMO esse livro. Foi o primeiro que eu li da Colleen, e definitivamente me apaixonei. Apesar de preferir o título em inglês, a capa me agradou muito, já que são bem parecidas. É impossível não se envolver com a história entre Tate e Miles, acabei chorando com a “despedida” deles (alerta spoiler) mas depois fiquei muito feliz com o final! Parabéns pela resenha e pelo blog, adorei! ♥

  9. THAINA disse:

    Eu ainda não li nada da Colleen, tenho um caso perdido, só ouço falando bem. Esse já ta na minha lista, mas eu vi o livro pessoalmente e achei que a galera não capricho na edição.
    beijos Thainá Colhendosonhos

  10. Alice Jéstison disse:

    Oi Juh, consegui ler o livro.
    Posso dizer que gostei muito, porém não achei excelente e nem vai entrar na minha seleta lista de favoritos. Achei que Tate se apaixonou muito rápido, não me convenceu. Na minha opinião aconteceu tudo muito rápido, talvez o livro precisasse de mais páginas… Mas valeu a pena a leitura com certeza.
    Valeu a dica, bjs!

  11. Mariana disse:

    Esse livro simplesmente me encantou ! Eu adorei, super me divertir e morri de rir com algumas coisas que a Tate dizia ! Ele é envolvente, chorei cada lágrima no final ! Eu amo esse livro !!

  12. Paula disse:

    Livro incrível!! Que história!! Me apaixonei por TODOS os personagens hihih s2

  13. Carol disse:

    Tate e Miles.Como se apaixonara por essas história? Que me fez chorar e me fez sorrir ? Impossível! Então…Eu estou COMPLETAMENTE apaixonada por esse AMOR!

  14. Gabrieli disse:

    eu já estava muito afim de ler esse livro, agora então com essa critica maravilhosa então é mais do que óbvio que eu vou ler, obrigada

  15. JULIANA FERRARI disse:

    Acabei o meu hoje!! Ameiii, eu sabia que ele tinha um segredo devastador, mas não sabia que seria tão devastador!!! Vontade de abraçar o Miles e dizer que tudo vai ficar bem, confesso que o entendi, e acho que ele teve uma força fora do comum pra viver por tantos anos com uma culpa dessa!!! Lindo, lindo, lindo… Tate as vezes me lembrou Anastacia de 50 tons!! kkkk, quando achava que ela chutaria o pau da barraca, ela cedia!!! Ainda bem…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *