Resenha: O Doador de Memórias

O Doador de Memórias
O Doador de Memórias
de Lois Lowry,
editora Arqueiro.

Editora Arqueiro

Esse livro é a prova viva de que um título interessante e uma capa atraente – mesmo que seja o pôster do filme – podem fazer milagres. Lançado em 2009 com o título “O doador”, tradução exata do original, caiu no esquecimento com facilidade… Até Hollywood aparecer com o roteiro da adaptação cinematográfica, claro.

E, para ser sincera, fico feliz que isso tenha acontecido. De outra forma, talvez, nunca tivesse tido a oportunidade de ler o livro e, consequentemente, não dividiria com vocês o que achei – como faço agora. ;)

Jonas vive em uma sociedade perfeita. Sem sentimentos intensos, sem desigualdade, sem cores e sem dor, não existem problemas ou situações conflituosas entre seus membros, que mantêm tudo em ordem com muita dedicação, cada um desempenhando seu papel social da melhor maneira possível.

Ao completar 12 anos, cada uma das crianças é indicada, em uma grande cerimônia, ao posto que deverá assumir na vida adulta, começando o treinamento para se tornar parte ainda mais ativa daquele núcleo sistemático e eficiente.

Sua Mãe trabalha com a lei, enquanto seu Pai cuida das crianças novas até que estejam prontas para serem distribuídas para famílias solicitantes – porque, claro, apenas poucas pessoas selecionadas são responsáveis por dar à luz. E a verdade é que Jonas não tem a mínima ideia do que o espera, mas, certamente, nem suas fantasias mais loucas o ajudariam a adivinhar o que estava por vir.

Depois de certo mistério e desconforto durante a Cerimônia, Jonas descobre que foi cuidadosamente escolhido para receber uma grande honra: ele será o próximo Recebedor de Memórias. O que isso significa? Basicamente que ele, agora, será o responsável por manter dentro de si todo o conhecimento do passado que a comunidade não tem – para os demais só existe o presente, mas para Jonas passará a existir todo um passado complexo e igualmente incrível e doloroso.

Só que com grandes poderes vêm grandes responsabilidade tio Ben estava certo!, e seu novo cargo requere um isolamento e preparo que ele não estava esperando. Mas, aos poucos, a ideia começa a assentar e ganhar o interesse do jovem rapaz.

Nos encontros com o atual Recebedor, o único ser da comunidade que tem noção de todo o passado que a humanidade viveu, Jonas começa a entender a extensão de seu poder e descobre que junto com as memórias agradáveis é preciso receber também as piores possíveis.

A cada encontro eles estreitam a relação Doador/Recebor, e o menino passa a questionar muitas coisas e a fazer descobertas incríveis – e terríveis. Amor, noites de Natal, passeios na neve, mas também fome, dor e morte passam a fazer parte de sua realidade. E, conforme descobre novas coisas, cada vez mais ele se afasta daquele mundo de Mesmice.

Angustiado e inconformado, Jonas precisa escolher entre a segurança de sua comunidade e a busca por suas novas vontades, arriscando a própria vida numa tentativa de entender melhor e até mesmo mudar a ordem das coisas.

Em três palavras: IMPOSSÍVEL DE LARGAR. Devorei as páginas com avidez e curiosidade e quase surtei quando chegou ao final… Foi rápido demais, o livro é curto demais! /o\

Com maestria, Lois Lowry nos envolve na vida de Jonas e sua comunidade, nos apresenta aos poucos aquela realidade diferente, para em seguida ir desconstruindo, aos poucos, todas as certezas do protagonista – e as nossas.

Temos personagens que parecem de pouca relevância, como Gabe e a outra Recebedora que fracassou dez anos antes, mas são de extrema importância. Os Pais, a irmãzinha de Jonas, Lily, e seus amigos Asher e Fiona também são elementos fundamentais para entendermos o contexto daquele mundinho.

E o que falar do Doador? Sua história é emocionante e seus ensinamentos são de suma importância para o Recebedor – e, claro, para o desenrolar do enredo.

Sério, fiquei impressionada com o quanto gostei do livro que, na minha humilde opinião, tem apenas dois problemas mais sérios: o primeiro é que a autora nos joga nesse novo mundo, mas não sabemos exatamente o que aconteceu para vigorar a Mesmice; o segundo é que o livro é MESMO muito curtinho!

SEI que existem as continuações, o livro terminou em um momento crucial – o que me deixou ainda mais surtando de expectativa -, mas realmente acho que talvez fosse melhor ter mais história nesse volume.

Mas, fora isso, a história é MUITO BOA. E considerando que foi lançada antes da maioria das distopias pops atuais, torna tudo ainda mais atraente. De verdade, PRECISO da continuação. Não só porque o protagonista me conquistou, mas também porque a escrita de Lowry é ótima!

Poderia falar muito mais, mas tenho medo de revelar detalhes importantes. O que posso dizer é: LEIAM! Curti tanto que vou correr hoje mesmo para o cinema – só espero não me decepcionar. :)

Update: Vi o filme. Detestei. Sem mais. :(

  1. Rodrigo disse:

    Pra ser bem sincero, livros de história como essa não me interessam. De qualquer forma, a resenha ficou muito boa e instigante. Com certeza quem gosta do gênero e ainda não leu o livro, vai colocá-lo na lista de leituras. Aliás, Juh, o gênero desse livro é a tal distopia?

    • Juh Oliveto disse:

      Oi Rodrigo,
      Sim, o livro é distópico! :)
      Beijocas!

    • Gabriel Machado disse:

      Dê uma chance, Rodrigo, não é só porque a distopia se tornou modinha é que todos os exemplares do gênero são ruins :) (isso vale para todos os gêneros que, a cada momento, saturam o mercado, vide vampiros e livros do Oriente Médio anteriormente).
      Além do mais, esse livro foi lançado em 1993, muuuito antes do boom atual.
      Pena ser tão curto, realmente achei que a autora poderia desenvolver, mas talvez tenhamos nos acostumado com séries e calhamaços hehe

      (Entre as distopias, gosto também de Jogos Vorazes, que, apesar de ter romance, explora várias questões interessantes, não é superficial)

  2. Luana Nunes disse:

    Eu já tenho esse livro a muito tempo na lista de meus desejados. Tenho muita vontade de ler, mas acabo que nunca compro ele. Não digo de certeza, mas acho que vai ser o próximo livro que comprarei porque agora estou ainda mais com vontade de lê-lo, parece incrível.

    Beijuuus

  3. Clara disse:

    Nesses momentos que eu lamento ao máximo por não ter mais a parceria com a Arqueiro! COMO eu amo distopias! Como eu queria ler esse livro! Mas tenho tantas prioridades de compra no momento, que só se for online ou emprestado mesmo… E gosto de ver filmes depois do livro, mas talvez eu não aguente. Ótima resenha!

    Clara
    @clarabsantos
    clarabeatrizsantos.blogspot.com

  4. Fernanda Machado disse:

    Eu já li e também AMEI! Me chamou atenção a narrativa ser bem direta, sem lenga-lengas!

  5. Priscila Faria disse:

    ola,
    ja li vaarios livros que tem uma historia parecida com essa… é o tipo de leitura que me agrada bastante, porém to dando um intervalo entre uma leitura e outra, pra não acabar enjoando..
    mas fiquei com bastante vontade de ler…

  6. Nil Macedo disse:

    Sério que a primeira publicação desse livro foi em 2009? Nem imaginava isso. Então esse é o livro precursor do mundo distópico.
    Estava mesmo querendo ver o filme e agora tenho que ler o livro também. Pena que seja tão curtinho, né? Provavelmente é porque na sequencia tem muita coisa boa pra acontecer e ser explicada.
    Valeu pela dica.

    bjs.

  7. Daniele Angelina de Aquino disse:

    Oi Juh !!

    Amei a resenha e quero começar a ler hoje mesmo rs, porém me decepcionei com a sua opinião pelo filme, tenho a sensação que sempre não curto o filme depois que leio o livro. De qualquer forma vou ler e talvez ver o filme.

    ótima resenha. beijos

  8. Fabia Ricatt disse:

    Oi Ju! Não sei se este é o tipo de livro que eu leria, mas com certeza é o tipo de filme que eu assistiria rsrs. Talvez sem ler o livro o filme seja bom… Vou assistir.
    Beijos.

  9. João disse:

    Oi Juh já faz um tempinho que conheço o livros e bolinhos. Um dia sem nada pra fazer, resolvi procurar blogs literários e o seu foi um dos que primeiro apareceram. Li algumas resenhas, mas nunca tinha participado até hoje (i’m sorry, agora vou aparecer mais). Adorei a resenha e ela só aumentou ainda mais o desejo de ler o livro e ver o filme! Adoro seus vídeos, já vi quase todos. hahaha. Beijos

  10. Eveline Thalita disse:

    Oi Juh!!

    Resenha muito boa e com certeza vi para a lista de leituras. Apesar de não acompanhar todas as distopias existentes, gosto do gênero. Aguardar os outros livros me deixam numa expectativa terrível!!
    E sobre o filme, não há novidades, geralmente os livros contém detalhes e histórias que são fundamentais para amarmos a história, que em alguns roteiros são modificados.

    Abraços e até a próxima resenha!!

  11. Elida Malheiros disse:

    Juh, ganhei ingressos pra ver o filme!!
    Tava super curiosa pra ir e super procurando o livro pra comprar (pq odeio ver o filme antes do livro), mas agora desisti muito de ver o filme kkkk me apaixonei pela historia assim que o livro foi lançado, mas sempre ficava adiando a compra, daí acabei ganhando os ingressos e fiquei a procura do livro desesperadamente. Mas sabendo que o filme vai estragar o livro fiquei muito desanimada.

    Bom, descobri seu blog agora a pouco totalmente sem querer, sempre fui até um pouco “obcecada” por livros, mas por causa da faculdade acabei deixando eles um pouco de lado. Esse mês decidi voltar com TUDO e já comprei 10 livros. Como estou um pouco desatualizada do meio literário, fui dar uma pesquisada sobre sites e blogs onde podia encontrar dicas e o seu me chamou muito a atenção. Gostei muito das resenhas e das dicas e estou lendo e vendo muito conteúdo antigo seu e já adicionei vários livrinhos a minha lista. Obrigada pelo blog, você acaba de ganhar uma leitora muito assídua.

    Beijinhos Juh :*

    • Juh Oliveto disse:

      Oi Elida!
      MUITO obrigada pelo carinho, viu? E seja MUITO bem-vinda ao L&B! Espero te ver sempre por aqui! :)

      Olha, se você tá com o ingresso, corre pra assistir e DEPOIS ler o livro.
      Só não leia antes de ir, como eu. Sério, foi triste. :(

      Beijocas!

      • Elida Malheiros disse:

        Imagino Juh! kkkkk
        Bom, marquei com a minha amiga de ir ver amanhã. E o livro vou comprar no próprio shopping após assistir o filme.
        Ainda estou MEGA animada com o livro kkkk ele está nas minhas comprinhas do mês que vem :)
        OBRIGADA pelo carinho, com toda certeza voltarei.

        Beijinhos :*

  12. Janaina Alves disse:

    Que bom saber que o livro é realmente bom :D
    Eu vi apenas o trailer do filme e realmente não chamou tanto assim a minha atenção. Ainda bem que eu li a sua resenha antes de ver o filme, talvez eu perdesse a oportunidade de ler algo realmente bom. Agora eu fiquei mesmo interessada :D

    Beijos!!!

  13. Um dos livros que eu estou muito ansiosa para ler ele, quero ler bastante e depois que vi a resenha eu fiquei mais animada ainda.
    Beijos e obrigada.
    Cecília

  14. Mylena Frazão disse:

    Oi Juh!!

    Acompanho o L&B há um tempo e adoro suas resenhas, são divertidas e ao mesmo tempo sérias e instigantes.

    Uma amiga viu o trailer do filme e achou interessante, ela já viu o filme e gostou… Geralmente, temos opiniões semelhantes no que diz respeito a filmes e livros… Mas, talvez não seja assim dessa vez.

    Achei interessante o título e sua resenha só me deixou ainda mais interessada. Já anotei na minha (infinita) listinha. ;)

    Ótima resenha.

    Beijos!!

  15. Nadja disse:

    Oi! Ganhei esse livro e estou muito curiosa sobre a história, já estou louca para ler. A proposta do livro é totalmente diferente e inusitada, mesmo com tantas distopias bombando por aí, só consegui me interessar por essa, ela tem um diferencial.

  16. Jéssica Martínez disse:

    Oi, Juh!

    Vim aqui compartilhar minha experiência depois de ler o quarteto de O Doador. O primeiro é muito curto mesmo e eu fiquei sedenta por mais da história! Me aventurei nos livros em inglês mesmo.
    Vou te contar com toda minha sinceridade: me decepcionei um pouco, bem pouquinho. =(
    O lado distópico do livro começa e acaba no primeiro volume. Muito do que não foi explicado nesse livro, continua sem explicação nos outros, em parte porque cada livro nos traz um novo personagem em uma outra sociedade (mas as histórias estão interligadas).
    A história vai saindo desse lado mais distópico e entrando cada vez mais na fantasia com personagens com poderes mágicos.
    Eu gostei muito de toda a série, me envolvi com o destino dos personagens e devorei os quatro livros, minha decepção foi apenas por esperar uma história distópica e acabar numa fantasia.

  17. Camila K. disse:

    Empolguei muito com sua resenha, Juh! Com certeza quero ler!

  18. Muito bom o conteúdo de seus blog. O problema com esse livro e filme O doador é que há outro livro que também virou filme com mesmo nome O doador de memórias de Kim Edwards, que causou uma certa confusão. Quanto a esse atual Doador, é bem diferente, interessante mesmo.

  19. Daniella de Souza disse:

    Ainda bem que li o livro antes de ver o filme.
    Filme vazio, chato mesmo. As pessoas que não leram o livro nem sequer vão querer ler por culpa desse filme. :(

  20. Elida Malheiros disse:

    Juh, comecei a ler ontem a tarde e como ele é curtinho, terminei ontem mesmo. O livro é MUITO bom, e quando descobri a data de lançamento original dele fiquei pensando “pq não li antes?” O livro foi publicado no ano que nasci 1993, e ele não deixa de ser super atual e não perde pra distopia nenhuma lançada atualmente, inclusive ao ver alguns comentários de distopias atuais,até tenho a impressão que copiaram algumas coisas dele. Já disse que que livro é MUITO bom? kkkk ele me deixou com gostinho de quero mais. O que me chateou foi saber que ele tem mais 3 livros de continuação e nenhum ter sido lançado ainda aqui no Brasil, provavelmente acho que se forem, a Editora Arqueiro também comprará os direitos dele. Você já ouviu ou viu sobre alguma previsão de lançamentos ao menos do próximo livro? Esse se não me engano foi lançado aqui em 2009, acho que já é tempo de lançar os outros 3.

    Beijinhos Juh :*

    • Elida Malheiros disse:

      Juh, acabei de ir “caçar” informações. E fiquei feliz :)
      O 2º livro chamado “A Escolhida” está com previsão de lançamento pela Arqueiro pra ESSE MÊS DE NOVEMBRO!! Ainda bem que não vou precisar esperar muito. Você sabe os nomes do 3º e 4º livros em inglês mesmo?
      Desde já OBRIGADA.

      Beijinhos :*

  21. Gabriel Machado disse:

    Infelizmente, no 2º (A escolhida), o Jonas nem aparece, mas outros personagens e lugares daquele universo. Li que, no 3º, as histórias se unem.

  22. thiago disse:

    Ju, vi o filme e achei muito interessante e fod*!! Nao entendo pq n gostou, mt reflexivo

  23. Ellen disse:

    Oii Juh! Amei sua resenha, to mega curiosa pra ler esse livro e já ate comprei mas ta demorando demais para chegar! Assisti o filme e não gostei muito, mas espero gostar do livro! Nunca li livros distopicos (acho que é assim que se escreve, hehe!) E confesso que estou meio receosa! Porém minha curiosidade ta falando mais alto! E sua resenha só atiçou mais ainda minha curiosidade! Depois da uma passadinha no meu blog, que assim que eu terminar de ler ele vou fazer uma resenha! Bjus flor! :-)

  24. Rafaela Cont disse:

    Eu acabei de ler o livro e fiquei tipo DESESPERADA por não entender o final… Mas então não dá pra entender mesmo ou eu que tenho algum problema ??? e “A escolhida” é a continuação mesmo ? Mesmo tratando de outros personagens e tal ??
    Beeijos e obrigada!

    • Juh Oliveto disse:

      Rafaela,
      O final dá pra entender no sentido do Jonas chegar aonde queria.
      O segundo livro, como comentei, é dentro do mesmo mundo da série, mas não tem os personagens do primeiro – e a sociedade é bem diferente.
      No terceiro livro as histórias vão se cruzar. =)
      Beijocas!

  25. Finalizei a leitura do livro ontem e quase surtei, a muito tempo não lia nada parecido. A historia foi devorada e me deixou enlouquecida pela continuação. Adorei a trama!!

  26. Isabela disse:

    Eu amei o livro,achei que ele passa uma mensagem pras pessoas. A única coisa ruim é que o livro realmente acaba muito rápido e em uma parte realmente curiosa.

  27. Winnie disse:

    Oiii sério que a.história termina assim? O final é esse mesmo? Qnd tava ficando bom simplesmente acaba,sem nos dizer nada,o que aconteceu com o Jonas,com o Gabriel o doador e a comunidade que o Jonas deixou para trás?!!confesso que me decepcionei um pouco,mas como amo ler vou ler os outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *