Off The Tube: Ramsés – O Filho da Luz

Ramses - O filho da luz
Todo mundo já ouviu falar sobre o faraó Ramsés pelo menos uma vez na vida. Ou você aprendeu que ele perseguiu os hebreus através do Mar Vermelho nas aulas de religião, ou aprendeu sobre ele quando estudou as grandes conquistas do Egito na escola. O fato é: você ACHA que sabe quem é Ramsés… Mas Christian Jacq vai provar que você não sabe é de nada (inocente).

Eu deveria resenhar o primeiro livro dessa série maravilhosa – Ramsés – O Filho da Luz -, mas vou resenhar a série inteira de uma vez, porque eu li a série inteira em 5 dias (!!!) e não tenho como resenhar os outros livros sem dar spoilers.

Eu conheci essa série, pasmem!, na Biblioteca Pública do SESC do lado da minha casa quando eu ainda era adolescente. Em O Filho da Luz nós começaremos a companhar a história de Ramsés ainda criança e, conforme formos avançando nos demais livros, iremos passar por todas as fases da vida dele e de seu reinado.

Leia mais…

Resenha: Bom de Briga

Bom de Briga

Bom de Briga
de Markus Zusak,
editora Bertrand Brasil.

O problema de criarmos uma ideia antes de começarmos a leitura de um livro é esse: não entendi nada. Tinha certeza que cada livro dos irmãos Wolfe seria contado por um deles e, mais do que isso, traria sua própria história. Não foi assim. Nada assim. Ainda bem.

Depois da leitura de O Azarão, que nos apresentou a família Wolfe pelo ponto de vista de Cameron, o irmão mais novo, fiquei com vontade de conhecer os outros irmãos, apesar de ter achado o livro um pouco fraco.

Em Bom de Briga, Cam está de volta, mas divide o centro do espetáculo com Ruben, seu irmão do meio. Com uma personalidade mais difícil e combativa, Rube está sempre pensando em novas formas de quebrar a rotina – como, por exemplo, uma tentativa frustrada de assalto a um dentista.

Leia mais…

Resenha: O Azarão

O Azarão
O Azarão
de Markus Zusak,
editora Bertrand Brasil.

Meu primeiro contato com Markus Zusak foi por conta de um dos melhores livros que já li na vida: A Menina Que Roubava Livros. Depois de me acabar de chorar com a maravilhosa história de Liesel, passei a esperar ansiosamente mais alguma coisa do autor.

Tive a oportunidade de ler, posteriormente, Eu Sou o Mensageiro, que peca pela ausência da genialidade de “A Menina…”, mas foi uma leitura bastante agradável.

No ano passado ganhei de presente o primeiro livro dessa trilogia do autor – os primeiros livros que ele escreveu! – e só agora decidi começar a ler.

O Azarão conta a história de Cameron Wolfe, um adolescente australiano que, aos 15 anos, está um tanto perdido no mundo, como muitos outros.

Leia mais…

Resenha: O Bem-Amado

O Bem-Amado
O Bem-Amado
de Dias Gomes,
editora Bertrand Brasil.

Odorico Paraguaçu é um nobre cidadão muito preocupado com a situação de sua amada Sucupira, no litoral baiano, que não tem um único pedacinho de chão para enterrar seus próprios habitantes.

Acompanhando essa realidade arrasadora, promete construir um cemitério na cidade caso seja eleito nas próximas eleições… E é exatamente isso que acontece.

E o tal cemitério é construído em sua gestão, a despeito dos rombos no orçamento e outros sacrifícios que precisa fazer “pelo bem do povo”.

Promessa de campanha cumprida, problemas na administração ignorados… Tudo estaria bem se não fosse por um único detalhe: mais de um ano se passou e o cemitério ainda não foi inaugurado – por falta de defunto!

Leia mais…

Resenha: Sete Dias Para Uma Eternidade…


Sete Dias Para Uma Eternidade
de Marc Levy,
editora Bertrand Brasil.

Editora Bertrand Brasil

Em mais um romance fofo, Marc Levy conta a história de Lucas e Zofia, dois agentes especiais convocados para dar fim a um impasse muito peculiar: o mundo deve ser administrado pelo bem ou pelo mal?

O agente que conseguir, em sete dias, arrastar a humanidade para o seu lado ganha a administração do planeta para seu chefe que, consequentemente, ganha a aposta. Pois sim, os Todo Poderosos do Bem e do Mal decidiram se divertir.

Lucas é o belo e malvado enviado do Diabo, enquanto Zofia é a doce e justa escolhida de Deus. Os agentes ainda não se conhecem, mas seus destinos estão apontando para o mesmo lugar…

Leia mais…

Book Tour: E se fosse verdade…


E se fosse verdade…
de Marc Levy,
editora Bertrand Brasil.

Editora Bertrand Brasil

Tudo começou por causa de uma prova da gincana de natal do Muito Pouco Crítica. Pois é, o prazo estava quase acabando e eu não tinha escrito uma linha. Tudo o que eu tinha que fazer era recomendar um livro. Pensei, pensei, pensei e consegui, enfim, escolher o livro. A indicação não ficou como eu queria, achei piegas e escrita às pressas, mas como não vou ter oportunidade de reler o livro agora para resenhar decentemente, deixo para vocês minha recomendação:

Você já se apaixonou? Não digo gostar de alguém, mas se apaixonar de verdade, a ponto de… sei lá, roubar uma âmbulância e sequestrar um corpo do hospital? Já se apaixonou a ponto de convencer seu melhor amigo que vale a pena fazer tudo isso por um… um… um espírito? Arthur já. E fez eu me apaixonar junto com ele. E pensar que tudo começou com um espírito no armário do banheiro! Arthur jamais poderia prever que sua vida mudaria daquele jeito. E que se apaixonaria daquele jeito. Lauren está presa, em coma, na cama de um hospital e a única pessoa que consegue vê-la, ouví-la e ajudá-la é o novo inquilino de seu antigo apartamento… Mas Arthur pode mais do que isso. Arthur pode sentí-la. Enquanto acompanhei Arthur movendo céus e terras para salvar sua amada – com a ajuda do espírito da própria Lauren – pude me perguntar até que ponto eu iria por amor. Acompanhando o desenrolar da história desses dois – duas almas, dois corpos e um espírito – pude avaliar o que eu mesma pensava sobre o quão longe podemos ir por alguém que realmente amamos. Arthur não podia mais viver sem Lauren, Lauren não conseguiria – literalmente, levando em conta que estava no hospital – viver sem Arthur. E consegui concluir que eu não seria a mesma pessoa depois de ler a história de Marc Levy. “O que eu vou contar não é fácil de entender, é impossível de aceitar, mas se quiser ouvir a minha história, se quiser confiar em mim, então, talvez, acabe acreditando, e isso é muito importante porque, você não sabe, mas é a única pessoa no mundo com quem eu posso compartilhar esse segredo…” Arthur, Lauren e Marc Levy mudaram a minha vida. E mudaram suas próprias vidas. Depois deles pensar em amor nunca mais foi a mesma coisa. E nunca será. Só quem ler vai entender o que eles passaram, o que me fizeram sentir. É impossível não se apaixonar depois disso. Se não por alguém, por eles. Ah, claro… o livro é E se fosse verdade, de Marc Levy.

Book Tour: E Se Fosse Verdade

Leia mais…

Resenha: As Patricinhas


As Patricinhas
de Zoey Dean,
editora Bertrand Brasil.

Editora Bertrand Brasil

Megan Smith é uma jornalista recém-formada em Yale que tem, pelo menos, dois grandes problemas: trabalha em uma revista de fofoca (que, definitivamente, não estava em seus planos) e deve 75 mil dólares do crédito educativo para a universidade. Como se isso não bastasse, Megan é irmã da nova queridinha dos palcos americanos, tem o apartamento destruído por um incêndio, não pode morar com o lindo e bem sucedido namorado e é demitida. Praticamente tudo ao mesmo tempo.

Tentando compensar a demissão e sabendo que o espírito de Megan é mais pra Rolling Stone que People, sua agora ex-chefe oferece uma oportunidade única e incrível para qualquer garota… menos para Meg. Qual? As gêmeas Baker – lindas, ruivas, festeiras e ricas – precisam de uma professora particular urgente ou podem dar adeus à sua fortuna.

Leia mais…