Resenha em vídeo: Novembro 9

Novembro 9Novembro 9
de Colleen Hoover,
editora Galera Record.

Sinopse: Fallon conhece Ben, um aspirante a escritor, bem no dia da sua mudança de Los Angeles para Nova York. A química instantânea entre os dois faz com que passem o dia inteiro juntos – a vida atribulada de Fallon se torna uma grande inspiração para o romance que Ben pretende escrever. A mudança de Fallon é inevitável, mas eles prometem se encontrar todo ano, sempre no mesmo dia. Até que Fallon começa a suspeitar que o conto de fadas do qual faz parte pode ser uma fabricação de Ben em nome do enredo perfeito.

Será que o relacionamento de Ben com Fallon, e o livro que nasce dele, pode ser considerado uma história de amor mesmo se terminar em corações partidos?

Uma pequena correção: a Fallon está se mudando para o outro lado do país, não do estado.

Outros livros citados:

Em cima do muro #1: Essa Garota – Slammed #3

OK, vamos lá, coluna nova no blog!

Acho que vocês já conhecem a “Fingi que não li” e a “Li, curti, mas não resenhei“, e as duas servem bem ao propósito inicial. Quer dizer, mais ou menos.

Com o passar do tempo fui percebendo que alguns livros me deixavam tão dividida que acaba tendo que escolher uma coluna para eles que nem sempre refletia a realidade. Pensando nisso, enfim trouxe um espaço para falar dos livros que me deixam indecisa – a “Em cima do muro“.

Essa garota
Sinopse: O último volume da série Slammed continua e revisita a história de Will e Layken, cujo amor venceu os mais árduos obstáculos: proibições, impedimentos, ciúme, tragédia. Mas, depois de tudo isso, os dois, agora casados, começam a se sentir seguros do incrível sentimento que os une. Quando em sua lua de mel, Lake quer saber tudo sobre o marido, Will, reticente, desembaraça os nós da própria história. Revisitamos os bons e maus momentos. E aprendemos alguns fatos chocantes… O futuro de Will e Lake agora depende de como os dois lidarão com essas revelações…

Leia mais…

Resenha: À Procura de Audrey

À Procura de Audrey
À Procura de Audrey
de Sophie Kinsella,
editora Galera Record.

Preciso confessar que estava com muito medo dessa leitura. Honestamente. Apesar de toda minha paixão pelos livros dela, por um momento tive medo que a qualidade de sua personagem adolescente deixasse a desejar…

…mas é CLARO que estava enganada. OBVIAMENTE. Sophie Kinsella só mostra, mais uma vez, como sua qualidade de escrita não se perde nem um pouco, mesmo quando se aventura em universos novos.

Audrey tem 14 anos, mas sua adolescência não é nada comum. Quer dizer, até é se pensarmos que todos os adolescentes têm problemas, mas o que ela enfrenta vai um pouco além do comum para a idade – e suas consequências idem.

Depois de sofrer buylling no colégio, ela fica totalmente reclusa em casa, abandona os estudos, se recusa a encontrar pessoas que não sejam sua família e passa a usar um óculos escuros o tempo todo como uma forma de se proteger do mundo. Na verdade, a única coisa que a obriga a sair de casa são as consultas com Dra. Sarah, sua terapeuta.

Leia mais…

Resenhista convidado #4: Reboot

Mais uma vez uma amiga querida vem fazer participação especial por aqui.
Dessa vez é a Natália Eiras, do Perdidas na Biblioteca, com a resenha de Reboot, de Amy Tintera. Vamos conferir! :)

Reboot

Leia mais…

Resenha: O Lado Feio do Amor

O Lado Feio do Amor
O Lado Feio do Amor – Ugly Love
de Colleen Hoover,
editora Galera Record.

Se você é daqueles que não aguenta mais me ver recomendando Um Caso Perdido, da Colleen Hoover, pode ficar MUITO feliz!

Calma, isso não quer dizer que vou parar de recomendar esse livro maravilhoso, envolvente e lindo, mas quer dizer que escolhi um novo título para perturbar vocês. SIM! Meu novo queridinho da autora é o MARAVILHOSO, ENVOLVENTE E LINDO Ugly Love! S2

Deveria começar falando da história, mas meu amor pelo livro foi tão grande que não consegui me segurar. Devorei de um dia pro outro e só não terminei antes porque, sabem como é, precisava trabalhar/comer/respirar.

Assim como Hopeless (1 e 2) e Slammed (1, 2 e 3), esse livro traz personagens apaixonantes e uma história extremamente envolvente, impossível de largar MESMO! E a melhor parte? É livro único. ;)

Leia mais…

Resenha: Pausa

Pausa
Pausa – Slammed #2
de Colleen Hoover,
editora Galera Record.

Editora Galera Record

E, sim… Lá venho eu outra vez falar de um livro da Colleen Hoover. Pois é, mas não resisti. Tão logo terminei a leitura de Métrica sabia que correria para a sequência, mesmo estando receosa.

Dessa vez, porém, juro que essa não vai ser mais uma resenha recheada de elogios para a autora. De verdade. Como grande fã dessa criatura me sinto na obrigação de ser o mais sincera possível… E, dessa vez, ela não acertou em cheio. Mas calma: eu (me) explico!

Depois de muitas provações e reviravoltas do destino, parece que Layken e Will podem, enfim, viver todo o amor que sentem um pelo outro. Eles sofreram juntos e separados, enfrentaram situações terríveis mas, ao que parece, saíram ainda mais fortalecidos de tudo isso.

Leia mais…

Resenha: Métrica

Métrica
Métrica – Slammed #1
de Colleen Hoover,
editora Galera Record.

Editora Galera Record

Quem acompanha o blog sabe que passei grande parte de 2014 enchendo o saco de todo mundo a respeito de um livro: Um Caso Perdido.

Esse foi o primeiro livro que li da autora – e não podia ter ficado mais satisfeita. Me apaixonei não só pelos personagens, mas por sua forma de contar histórias. E aí, esse ano, li Sem Esperança e voltei a lembrar porque gostei tanto do primeiro livro.

Depois de tanto amor, confesso que fiquei com MUITO medo de investir em Métrica. De verdade! Tinha um receio enorme de Colleen Hoover não conseguir me encantar tanto quanto das outras vezes e de ficar decepcionada. Mas, UFA, não foi o que aconteceu. <3

Leia mais…

Resenha: Sem Esperança

Sem Esperança
Sem Esperança – Hopeless #2
de Colleen Hoover,
editora Galera Record.

Editora Galera Record

Quem acompanhou o blog em 2014 ficou de saco cheio viu o tanto que falei bem de Um Caso Perdido. O livro foi um dos meus queridinhos do ano passado e, sempre que surge a oportunidade, recomendo pra todo mundo. <3

E aí você me pergunta: é possível ler esse livro sem ter lido o primeiro. Sim! É! O “porém” é que, pra mim, eles se complementam de uma forma única e – de novo, na minha opinião – ter lido na ordem certa fez MUITA diferença.

Isso porque acho que a autora constrói a narrativa de forma que não saibamos tudo sobre os personagens. Vamos descobrindo aos poucos e, em alguns casos, paira só o mistério e a ausência de certos detalhes… Que, no caso de Holder, serão revelados nesse novo livro.

Leia mais…

Resenha: Garoto Encontra Garoto

Garoto Encontra Garoto
Garoto Encontra Garoto
de David Levithan,
editora Galera Record.

Editora Galera Record

Vamos encarar os fatos: um título como esse chama a atenção. E vindo de David Levithan, que sabe tratar a homossexualidade com a naturalidade devida, fica mais atraente ainda!

O que mais gosto no autor é que ele não fica necessariamente levantando bandeiras, mas simplesmente conta as coisas como elas são, a vida, a realidade que existe no mundo – e faz isso de forma deliciosamente encantadora. Perfeita para quebrar possíveis tabus que alguns ainda possam, lamentavelmente, ter. ;)

Eu falei sobre a vida como ela é? OK, nem tanto. Paul estuda em um colégio bem pouco convencional, no qual a rainha do baile é também o quarterback do time de futebol americano e as líderes de torcida pilotam motos envenenadas. Por ali, héteros e gays convivem em perfeita harmonia e se ajudam sempre que possível.

Leia mais…

Resenha: The 100 – Os Escolhidos

The 100
The 100 – Os Escolhidos
de Kass Morgan,
editora Galera Record.

Editora Galera Record

A primeira vez que ouvi falar em The 100 foi por conta da série de TV. Quase comecei a assistir, mas, por costume, deixei a ideia de lado quando descobri o livro.

Mais uma distopia, mais uma história de jovens num mundo arrasado… Confesso que fiquei com medo de ser mais do mesmo, mas decidi arriscar mesmo assim e, agora, conto pra vocês o que achei. :)

Devastada por uma guerra nuclear, a Terra está inabitável e os sobreviventes desse desastre vivem confinados em naves isoladas no espaço sideral. Mas se no planeta já tínhamos problema de superpopulação e recursos escassos, imagine vivendo a centenas de milhares de quilômetros, em um local artificial que não tem mais como se expandir? Pois é, complicado.

Leia mais…